sexta-feira, 15 de abril de 2011

5

Eu tenho Hipotireoidismo


Há dois anos venho sentindo que algo estranho estava acontecendo comigo, daí resolvi fazer uma via sacra em vários médicos que não sabiam o que eu tinha. Passei pelo dermatologista, pelo cardiologista, oftalmologista, etc etc.
Meus sintomas eram alteração de temperatura, na mesma hora que sentia calor, sentia frio, minha pressão abaixava, engordei, tinha urticária, me deu miringite (inflamação do tímpano), várias faringites e infecções de garganta, sinusite e rinite atacada, edemas na boca e língua, 3 nódulos na tireóide, ou seja de dois anos pra cá só me apareceram complicações. Sabem o que os médicos dizem? que sou uma IDIOPATA. Rsrsrsrsrs até parece palavrão, mas eles não sabem o que eu tenho. Pesquisando muito na internet acabei descobrindo muita coisa que passo pra vocês, pois se alguém passa pelos mesmos problemas e não sabe procurem um ENDOCRINOLOGISTA, façam os exames e controlem a tireóide pois precisamos dela funcionando direitinho pra poder VIVER.

Para entender o que é HIPOTIREOIDISMO conheça primeiro o que é a tireóide:
A tireóide é uma glândula que fica no pescoço, logo abaixo daquela saliência que você conhece como “pomo-de-adão”. A tireóide produz dois hormônios muito importantes para o organismo: o T3 e o T4 que controlam o funcionamento de diversos órgãos. Esses hormônios interferem diretamente em processos como crescimento, ciclo menstrual, fertilidade, sono, raciocínio, memória, temperatura do corpo, batimentos cardíacos, eliminação de líquidos, funcionamento intestinal, força muscular e controle do peso corporal.
O hipotireoidismo ocorre quando a tireóide produz hormônios em quantidade insuficiente. Quando ela fabrica em excesso chama-se hipertireoidismo. Esses problemas são facilmente reconhecidos porque o hipertireoidismo acelera todas as funções do corpo, enquanto o hipotireoidismo deixa tudo mais lento. No entanto, muitos casos ficam sem diagnóstico e é aí que está o perigo: sem tratamento adequado, as doenças da tireóide afetam o coração, os ossos, alteram as gorduras no sangue e causam muitos danos.

O hipotireoidismo é uma disfunção na tireoide (glândula que regula importantes órgãos do organismo), que se caracteriza pela queda na produção dos hormônios T3 (triiodotironina) e T4 (tiroxina). É mais comum em mulheres, mas pode acometer qualquer pessoa, independente de gênero ou idade, até mesmo recém-nascidos - o chamado hipotireoidismo congênito.

Confira, abaixo, as 10 coisas que você precisa saber sobre hipotireoidismo:

1. Em recém-nascidos, o hipotireoidismo pode ser diagnosticado através da triagem neonatal, pelo "Teste do Pezinho".

2. O Teste do Pezinho deve ser feito, preferencialmente, entre o terceiro e o sétimo dia de vida do bebê. Em caso de resposta positiva ao hipotireoidismo congênito, o tratamento precisa ser iniciado imediatamente, sob rigoroso controle médico, para evitar suas consequências, entre elas o retardo mental. Assim, o bebê poderá ficar curado e ter uma vida normal.

3. Cerca de um a cada 4 mil recém-nascidos possuem hipotireoidismo congênito.

4. Em adultos, na maioria das vezes, o hipotireoidismo é causado por uma inflamação denominada Tireoidite de Hashimoto.

5. O tratamento do hipotireoidismo é feito com o uso diário de levotiroxina, na quantidade prescrita pelo médico. E os comprimidos são em microgramas, variando de 25 a 200, e não em miligramas como a maioria dos medicamentos. Por isso, a levotiroxina não
deve ser feita por manipulação, pois a chance de erro é grande.

6. Para reproduzir o funcionamento normal da tireoide, a levotiroxina deve ser tomada todos os dias, em jejum (no mínimo meia hora antes do café da manhã), para que a ingestão de alimentos não diminua a sua absorção pelo intestino.

7. Se estiver usando a medicação regularmente, e dessa forma mantendo os níveis de TSH dentro dos valores normais, quem tem hipotireoidismo pode levar uma vida saudável, feliz e completamente normal.

8. Se o hipotireoidismo não for corretamente tratado, pode acarretar redução da performance física e mental do adulto, além de elevar os níveis de colesterol, que aumentam as chances de problemas cardíacos.

9. Depressão, desaceleração dos batimentos cardíacos, intestino preso, menstruação irregular, falhas de memória, cansaço excessivo, dores musculares, pele seca, queda de cabelo, ganho de peso e aumento de colesterol no sangue estão entre os sintomas do hipotieroidismo.

10. Não se deve confundir hipotireoidismo com hipertireoidismo, pois as
disfunções são opostas: enquanto no "hipo" existe diminuição da produção de
hormônios; no "hiper", há o aumento.

São alguns dos sintomas do Hipotireoidismo:

Depressão
Desaceleração dos batimentos cardíacos
Lentidão
Dores de cabeça
Instestino Preso
Menstruação irregular, abortos e infertilidade
Sangramento menstrual excessivo
Diminuição da memória
Cansaço excessivo
Maior sensibilidade ao frio
Dores articulares e musculares, câimbras
Sonolência excessiva
Pele seca, boca seca, coceiras e urticária crônica
Queda de cabelo
Unhas fracas e quebradiças
Ganho de peso
Perda de apetite
Pequena perda de audição
Aumento do colesterol no sangue

Fique atenta para não confundir os sintomas do hipotireoidismo com o de outras doenças ou situações do dia-a-dia, mas se você apresenta a maioria destes sintomas, procure o seu médico!

5 comentários:

  1. Artigo muito bom e muito útil! Vinha sentindo a maioria desses sintomas a cerca de 6 meses, e no dia a dia os que mais me incomodam são: diminuição da memória. cansaço e sono excessivo.
    Fiz ultrasom, dosagens de t3, t4 e tsh no sangue e pulsão e biópsia da tireoide, fui ao endocrinologista ontem e a tomar ontem mesmo 75 microgramas do hormonio. Tb fui diagnosticada com anemia devido a menstruação irregular e sangramento menstrual excessivo. E agora a esperança de em muito breve voltar a ter uma vida normal, produtiva e feliz! :-)

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga sou sua seguidora e entrei no seu blog e vi sobre a hipo, eu sei bem o que isso sofro dela a mais ou menos 5 anos e é complicado viu, mais o ganho de peso, porque comecei a engordar de uma forma estranha porque não comia muito e so engordando e pelos no corpo falei com a minha ginecologista e ela me fez fazer o exame e não deu outra agora tomo o medicamento direto porque é pelo resto da vida, mais os sintomas são esses mesmo, pele fria e pelos em excesso tambem , adorei o seu artigo beijosss

    ResponderExcluir
  3. que materia boa tb... como eu disse no meu blog, eu ja tenho hipo tem 10 anos... e ate hj e como se fosse o primeiro dia, o organismo parece que nao reconhece que estou fazendo a reposicao hormonal... no dia que escrevi o artigo (ontem) eu estava pedindo pra morrer sabe?... hj eu to 100%, ja fiz faxina, comida, cuidei das crias, limpei lugarzinhos no meu cantinho de trabalho que ha tempos estava precisando... ta vendo?... quem entende um negocio desse?... desejo que vc esteja menos vuneravel a todos estes efeitos que eu viu... bjim

    ResponderExcluir
  4. Olá, boa noite!

    Sofro de hipotireoidismo e faço reposição hormonal com Puran T4 100mcg diariamente. Há 15 dias comecei a sentir coceira por todo o corpo e sei que coceira é um sintoma do hipotireoidismo. Minha pergunta é: se estou fazendo o tratamento e a dose do medicamento está correta, como estão surgindo novos sintomas?...

    ResponderExcluir

Fico feliz da vida recebendo um comentário. Deixa um vai? Se quiser deixar mais de 1 também vou adorar! kkk Obrigada.